domingo, abril 23, 2006

A Rubrica (6)

Rubrica: Realizador da Semana
Blog de origem:
Cine 7
Bloguista: Artur Almeida


Esta rubrica nasceu a 1 de Maio de 2005.
Já foram apresentados 35 realizadores.

1 - Sergio Leone
2 - George Lucas
3 - D.W.Griffth
4 - Jean Vigo
5 - Tim Burton
6 - Quentin Tarantino
7 - Spike Lee
8 - Manuel de Oliveira
9 - Hayao Miyazaki
10 - Billy Wilder
11 - Woody Allen
12 - Charles Chaplin
13 - Andrei Tarkovsky
14 - Nanni Moretti
15 - Pedro Almodóvar
16 - Akira Kurosawa
17 - Abbas Kiarostami
18 - João César Monteiro
19 - Walt Disney
20 - Stephen Frears
21 - Maurice Pialat
22 - Raimi Sam
23 - Elia Kazan
24 - Jim Jarmush
25 - Andrzej Wajda
26 - Wes Craven
27 - Stanley Kubrick
28 - John McTiernan
29 - João Canijo
30 - Frank Capra
31 - Michael Curtiz
32 - Krzysztof Kieslowsky
33 - Joel Coen
34 - Jonathan Demme
35 - Jacques Tati
36 - Clint EastWood


Em seguida pode ver o último post publicado até ao momento datado de 26/02/2006.


................................................
Realizador da Semana: Jacques Tati

.
Com uma filmografia nada convencional mas muitíssimo influente, importante e admirada com intensidade, embora desprovida da aceitação das massas, Jacques Tati reservou um fixo lugar no panteão das lendárias figuras cómicas. Perfeccionista absoluto, o francês reinventou a comédia slapstick e é por muitos considerado o maior génio cómico do cinema europeu, celebrizado pelas suas caracterizações cómicas expressas por meio de pantomima.
.
Nascido Jacques Tatischeff a 9 de Outubro de 1908 em Yvelines, França, o descendente de aristocracia russa começou a dar nas vistas ao se destacar como jogador profissional de râguebi, carreira que abandonou na sequência de uma lesão. Não demorou muito a que se tornasse imitador, tendo aperfeiçoado os seus talentos pantomímicos em diversas salas de espectáculo. À medida que foi sendo alvo de algum reconhecimento, tentou adquirir fundos para produzir e interpretar filmes cómicos. Conseguiu colaborar como actor em várias obras de diferentes tipos de metragem, tendo-se destacado a sua participação em Sylvie et le Fantôme no papel de um fantasma, pelo qual ganhou alguma notoriedade interna, mas foi a boa aceitação da segunda curta-metragem dirigida por si, L’ École des Facteurs, que proporcionou a adaptação da mesma história para longa-metragem. O resultado saldou-se em Há Festa na Aldeia, onde Tati voltou a encarnar um carteiro que inferniza a vida de uma aldeia rural com as suas tentativas de modernizar a distribuição da correspondência.
.
Quatro anos passaram e veio As Férias do Sr. Hulot, introdução do personagem do título que viria a se tornar o seu alter-ego nomeada ao Óscar de Melhor Argumento Original. Seguiu-se o vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro O Meu Tio, onde Hulot debate-se com as dificuldades que trazem a modernidade incipiente. Regressou em grande estilo com aquela que é considerada a sua obra máxima, Playtime – Vida Moderna, um visionário ensaio sobre a vida num mundo pós-industrial ao qual Marguerite Duras apelidou de “o maior filme que se rodou sobre os tempos modernos”. 1971 foi o ano de Sim, Sr. Hulot, o canto de cisne de Hulot, onde este conduz um veículo de recreio de Paris até Amesterdão no seu muito natural estilo cómico e desastroso.
.
Ao pensarmos no virtuosismo do humor físico aparecem sempre nomes como Chaplin, Keaton, Marx, Sellers, Carrey. Se Tati não tem a honra, então há que alargar esse pensamento, portanto, é favor descobri-lo.
.
® Artur Almeida
..............................................................
Nota: Este post foi retirado e é parte integrante do blog Cine 7 .

6 Comments:

At abril 23, 2006 4:12 da tarde, Blogger Francisco Nogueira said...

e pergunto eu: Quem é o Júlio César Monteiro?

 
At abril 23, 2006 4:34 da tarde, Blogger Zyro said...

francisco nogueira: Obrigado pela magnifica gargalhada que me proporcionou. Naturalmente que se trata de João César Monteiro. Já foi feita a devida rectificação. Muito obrigado pelo alerta.

 
At abril 23, 2006 5:51 da tarde, Anonymous André Batista said...

esta é uma das melhores rubricas da blogosfera. sou leitor assíduo. cumps. :D

 
At abril 25, 2006 8:00 da tarde, Blogger papagueno said...

Tenho de concordar com o comentário de André Batista, infelizmente só a conheci hoje. Por acaso não tenho prestado muita atenção ao cinema na blogosfera o meu próprio blog está muito negligenciado, não é uma boa maneira de tratar uma paixão.

 
At abril 25, 2006 8:39 da tarde, Blogger Zyro said...

andré baptista: Obrigado pelo comentário e também considero ser uma boa rubrica.

papagueno: Fico contente por lhe der dado a conhecer a rubrica e continuação de um bom trabalho no seu blogue.

 
At abril 28, 2006 11:02 da tarde, Anonymous Artur Almeida / Turat Bartoli said...

Muito agradecido e satisfeito pelo destaque, Imarchao:)

A verdade é que a rubrica tem estado 1 pouco parada porque a minha internet está bastante mal já há algum tempo, apesar de ter sido há poucas semanas que escrevi sobre o Clint Eastwood(ainda não está a sua foto nos links do cine7).

Agradeço também os comentários do André e do Papagueno:)

Abraços

 

Enviar um comentário

<< Home